jusbrasil.com.br
23 de Novembro de 2017

Independência da corrupção e das malas é o que está faltando!

Um país com poderosos dominando a sociedade não pode ser chamado de livre. Quem deve dominar tudo é povo que o compõe!

José Herval Sampaio Júnior, Juiz de Direito
há 2 meses

Por Herval Sampaio e Joyce Morais

Ontem, dia 07 de setembro, comemoramos o Dia da Independência do Brasil, quando em 1822 o príncipe regente Dom Pedro, às margens do riacho do Ipiranga (localizado na atual cidade de São Paulo-SP), proferiu o grito da independência, rompendo laços com Portugal. Desde então a data é festejada com feriado nacional e desfiles cívicos pelas cidades, celebrando o orgulho patriota. Mas será que tivemos tanto a comemorar nessa data? Quanto independentes nós somos realmente?

O Brasil em seu descobrimento foi arrematado por Portugal, que explorou nossas riquezas e nossa gente por muito tempo. Mesmo após a separação entre os países, os grandes proprietários de terra que aqui ficaram passaram a escravizar negros africanos e com a industrialização passaram a adquirir mão de obra barata, sujeitando os trabalhadores à péssimas condições de trabalho, situação que infelizmente ainda persiste em alguns recantos do país.

Hoje, com grandes avanços sociais e jurídicos, o grande vilão e senhor dos escravos é a corrupção. A corrupção escraviza, acorrenta, assola, maltrata e mata milhares de brasileiros todos os dias quando falta remédio e maca nos hospitais; quando não há vagas para consultas e cirurgias; quando alunos ficam sem aula por falta de professor ou de merenda escolar; quando o empregado trabalha mais que sua jornada sem receber horas extras; quando a carga de impostos é tão alta que não permite ao pai alimentar seu filho adequadamente; quando faltam incentivos ao jovem para o primeiro emprego, enfim quando falta dinheiro para efetivação de todas as políticas públicas e quando os direitos são desrespeitados por causa de poderosos que usam justamente a corrupção para se manter no poder e continuarem descumprindo as normas.

A corrupção escraviza e nos causa revolta quando vemos malas cheias de dinheiro público sujo esperando para ser lavado e usado em benefício de criminosos, tudo para que continuem nesse círculo vicioso e pernicioso. É absurdo ler a cada dia nos noticiários esquemas de corrupção serem revelados. Detalhe: o que pensávamos ser mala com a apreensão da semana, mais parece uma necessarie ou pochete!

Em três dias, a gente descobre mais de 51 milhões de reais em apartamento escondidos supostamente pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima, que foi preso hoje, adquiridos através de propina; descobre que dois ex-presidentes da República, Dilma Rousseff e Lula foram indiciados por crime de corrupção e obstrução à justiça, quando em seu mandato, a primeira mulher presidente do país tentou nomear Lula para o Ministério da Casa Civil, em uma tentativa frustrada de tentar tirá-lo das investigações da Lava-Jato em Curitiba e assegurar a ele foro privilegiado no Supremo Tribunal Federal; e descobre ainda que os irmãos delatores Joesley e Wesley Batista tentaram enganar a Justiça, omitindo e mentindo sobre informações sobre crimes que cometeram ou de que tinham conhecimento, permitindo agora que se cancele assim o considerado vantajoso acordo que tinham com a Procuradoria-Geral da República.

E para completar essas novidades, que por mais incrível que pareça, ainda foram capazes de nos estarrecer, quando pensávamos que não mais nos surpreenderiam, tivemos o testemunho e não a delação como se tem falado do ex-deputado, prefeito e ministro Antônio Palloci, que companheiro de 30 anos do ex-presidente Lula e petista de carterinha como se diz, conta ao Juiz Moro o que a maioria do povo brasileiro, não apaixonados e cegos por Lula e sua trupe, já sabia, que, por óbvio, o PT não poderia ser o único partido, que por algo sobrenatural, estaria livre de toda essa roubalheira.

Entretanto, ainda temos muitos que insistem em dizer que tudo isso é conspiração da mídia, da Polícia Federal, do Ministério Público e da Justiça, só valendo esses testemunhos, delação, e demais provas quando dizem respeito aos outros partidos e políticos adversários.

Será que Palloci é o único mentiroso dentre os que depuseram e delataram? Mas ele não era um grande companheiro, segundo o próprio Lula? E não é mais?

Em outros textos, retornaremos a todos esses assuntos que acabaram nos surpreendendo e que com certeza comprova que estamos longe, muito longe de sermos independentes na acepção da palavra.

É então que a gente para e reflete o quão realmente nós somos independentes. A verdade é que acreditamos que o Brasil nunca foi. Uma Nação independente pressupõe uma Nação forte, unida e soberana não apenas no papel.

Se formalmente somos uma democracia, na prática, estamos à mercê de representantes que, por vezes, só representam a si e seus interesses. Estamos, como há muito tempo não estávamos - depois de um breve salto de desenvolvimento interno e crescimento internacional – em um triste momento político-econômico que escancarou para o mundo a falta de ética e moral dos nossos governantes e infelizmente, a fragilidade do nosso sistema.

Para não finalizar esse texto sem o otimismo que deve imperar em nossas ações para justamente vencermos este obstáculo, registramos com orgulho que a Polícia Federal, mais uma vez, ao participar do desfile cívico da comemoração de nossa independência no sentido histórico, foi ovacionada pelo povo, comprovando que as instituições que hoje combatem à corrupção de todos os lados são realmente prestigiadas, logo sinalizamos que o povo não aguenta mais corrupção de quem quer que seja, desejando piamente ser independente e por conseguinte, precisamos de uma magistratura também independente e que não fique a mercê dos poderosos, que a denigrem justamente para que não haja a tão sonha independência da corrupção em nosso país.

Sonhamos, então, com o dia em que investigações apontarão que o dinheiro foi destinado corretamente. Sonhamos com o dia em que o ensino será de qualidade, as pessoas serão atendidas com dignidade nos hospitais, com o dia em que não precisaremos sair às ruas pedindo ordem e combate à corrupção, mas tão somente, marchando, em datas como essa que nos fazem sentir orgulho de quem somos. Mas por hoje... Por hoje não. Não há (ainda) o que comemorar.

Não há, então, independência de uma nação com patente corrupção!

9 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Caro Mestre,

O indício de que os brasileiros continuam os mesmos e que reelegerão os mesmos, na verdade não é um indício mas sim uma inconteste evidência, e o passeio/carreata/caravana do ex presidente Lula pelo nordeste, comprova,

Tudo continua como sempre esteve, o combatente de Lula, Renan, aparece no mesmo "clique da câmera" todo cheio de alegria como se estivesse participando de algo digno de acontecer e de ser visto.

O que mais me "emburrece", é tentar entender a malfadada mídia dar tanto espaço para pessoas que deveriam ter sido no mínimo "abduzidas" deste nosso planeta.

Parece também que o desânimo e o desalento nos faz de morada, com vistas à perpetuidade desses verdadeiros "celerados" integrando a casta política; classe política essa, que se pode dizer, ser a pior de todos os tempos.

O PT nunca teve plano de governo, e sim de PODER. Devemos agradecer, e muito, a ex presidente Dilma por toda a sua incompetência, toda a sua incapacidade, toda a sua falta de tato, culminando com seu desobedecimento ao seu criador, que felizmente para nós, o povo, nos livramos de uma casta voltada ao poder pela ditadura.

Os que estão no poder parece ter mais a ver com meros bandidos, saqueadores e não políticos voltados ao regime totalitário.

Há de se esperar esperando, que essa casta se destrua, que seus filhos e netos sejam menos capazes de continuar com a pilhagem. Há uma alusão que alguém faz, seus filhos têm menos capacidade de gerir e manter os negócios e os netos o destruam.

No trecho de seu texto:

[… "Sonhamos com o dia em que o ensino será de qualidade, as pessoas serão atendidas com dignidade nos hospitais, com o dia em que não precisaremos sair às ruas pedindo ordem e combate à corrupção, mas tão somente, marchando, em datas como essa que nos fazem sentir orgulho de quem somos. Mas por hoje... Por hoje não. Não há (ainda) o que comemorar." …]

Podemos dizer: Já há netos nas posições ocupadas pelo avós, portanto devemos ter, pelo menos um pouco de esperança, que um dia possamos comemorar. continuar lendo

A luta é pelo futuro, pois o presente tá muito difícil! continuar lendo

A mídia é o quarto poder corrupto do Brasil. continuar lendo

José Roberto,

Será!

Parece que a mídia é uma das primeira a "torcer e distorcer" os acontecimento para guiá-los; guiar a formação de opinião pública segundo seus interesses.

Os políticos, a política, o povo, as leis, como dizia "Zélia Cardoso de Mello", são coisas de somenos.

O que vale são os "$D's" (dinheiros) faturados; haja visto as propagandas veiculadas, as entrevistas dirigidas e as reapresentações sub-reptícias com objetivos preestabelecidos.

Parece que se criou uma outra frase "imexível": "Nós não vai ser preso". continuar lendo

Concordo com quase todos seus comentários, agora se existe este arcabouço de corrupção, tem mea culpa o poder judiciário e nossa constituição que blinda e através de manobras, recursos intermináveis e contando com excelentes advogados de defesa, os nefastos, criminosos bandidos da política continuaram roubando e desviandos recursos pelo poder.Se elnscarmos as milhares operações deflagradas pela PF, temos que concordar que se iguala á uma 2ª guerra mundial em termos de prejuízo se não for mais.A mais notória e fatídica noção, foi exatamente quando o depoimento do ex ministro de Temer ao juíz informando que toda atividade sua são orientadas pelos seus advogados;;;Pasmem: Um professor de direito criminalista e um ex desembarhador.Triste viver neste pais completamente tomado pelo crime organizado desde de Sarney. continuar lendo

Temos que cumprir o devido processo legal! continuar lendo

Exatamente. O Judiciário tem seu papel pois quando o dinheiro da merenda é desviado, o Judiciário encontra Direitos para o criminoso e não se preocupa em preservar os estudantes. Apenas quando o Candidato a Corrupto tiver o mesmo medo da Justiça que tem o devedor de alimentos então teremos chances de um país melhor. Caso contrário continuaremos do mesmo modo como estamos. O atual processo legal faz mal para a Sociedade de Bem. continuar lendo

Excelntíssimo Herval, Diante deste quadro dantesco que assistimos nos últimos tempos e verificar que quantos ainda estão em segredo de justiça, não vejo outra alternativa senão fechar este congresso, solicitar a destituição do presidente da república, apurar todos os fatos relevantes iniciando com maior importância e convocar as forças armadas aliada alguns juristas estadistas e bons políticos que aceitem este desafio para tentar através de referendo ou plesbicito, reformas da constituição, voto de distrito, diminuição de 505 dos partidos políticos e rever toso os contratos de consessão das ´rivatizações das teles e mineração.Agora exigir á prisãi de Aecio, Serra, Temer, Lula, Jucá Renam, Eliseu,,Agripino, Dirceu, e tantos outros bandidos que nossa sociedade não suporta mais. continuar lendo